Azoia e Barosa: Jovens “missionários da misericórdia”

Dois grupos de jovens, um da paróquia da Azoia e outro da paróquia da Barosa, aceitaram mais uma vez o desafio de oferecer alguns dos seus dias de férias de Natal a quem precisa de um pouco de atenção, concretamente, doentes mentais.

Acompanhados pelo pároco de ambas, o padre André Batista, fizeram esta experiência na Casa de Saúde do Telhal, da Ordem de S. João de Deus, de 18 a 21 de dezembro.

Na página da paróquia da Azoia, lemos o seguinte testemunho: “Ali fomos uma espécie de missionários da misericórdia, oferecendo amor em forma de carinho, companhia, atenção, limpeza, higiene pessoal… e tantas outras formas tão simples de dizer àqueles doentes: «Deus ama-te e eu estou aqui para te mostrar que isso é verdade!». A resposta era dada com o sorriso, o abraço, o grito e a carícia que cada um tem para se exprimir.”

Também na página da paróquia da Barosa encontramos o testemunho da jovem Andreia Correia: “Foi no Telhal que revi utentes que me marcaram na minha primeira visita e assim matei a saudade que viveu comigo até este regresso. É no Telhal que aprendemos a viver de uma forma simples, sem máscaras, podemos aprender o verdadeiro significado de dar e a felicidade que um simples ato como um sorriso pode trazer aos utentes desta casa, que retribuem este gesto em dobro, fazendo com que nos sintamos especiais”, dando verdade à frase “recebemos muito mais do que damos”.

A Andreia conta ainda que “os pacientes desarmam-nos e marcam-nos de uma maneira tão especial que é impossível esquecermo-nos deles” e considera que só ali conseguiu “viver o verdadeiro espírito do Natal e recuperar valores esquecidos”, como “a partilha, o sorriso, a importância de um ombro amigo, a importância de nos darmos ao outro”. E também o valor da família e outras “coisas simples e bastante importantes que os utentes nos ensinam de uma forma comovente, mudando a nossa perspetiva sobre o mundo e tornando-nos melhores pessoas”. Daí a conclusão de que “esta é a minha vocação” e que “agora resta-me esperar por um regresso rápido a este sítio que me deixa tão feliz”.

2016-12-27 azoia barosa

©DR /Jovens da Barosa

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress