Acampamentos e acantonamentos de escuteiros no Natal

Na passada sexta-feira, cerca de 2500 mochilas foram preparadas por lobitos, escuteiros e dirigentes do Corpo Nacional de Escutas (CNE) da região de Leiria-Fátima.

É um ritual que traz a alguns a memória de atividades já vividas e a outros a emoção de “uma primeira saída da sua zona de conforto, quando partem em busca do tema, do herói, dos objetivos, entre outros aspetos que têm vindo a ser discutidos, votados e preparados ao longo do último trimestre”.

Segundo nota enviada pelo Secretariado de Comunicação e Imagem do CNE de Leiria-Fátima, esta primeira atividade, que representa também alguns “receios”, mas também “expectativas” por parte dos pais, acontece um pouco por todo o País, com “dezenas de milhar de mochilas preparadas com o mesmo objetivo: partir e viver a atividade de Natal”.

Este primeiro acampamento levou à partida de muitos escuteiros da região, mas também ao acolhimento de um grande número de outros, de regiões como Almada, Alcobaça, Carcavelos, que vieram acantonar em Leiria-Fátima. No campo regional da Quinta do Escuteiro, por exemplo, acamparam escuteiros vindos do Bombarral, de Moscavide, do Estoril e de Alcanena.

“Quando termina esta aventura, o cansaço apodera-se de todos, sejam eles mais ou menos novos, mas, no final, o brilho de satisfação no olhar, a surpresa, a superação dos desafios e o espírito de entreajuda entre os vários elementos são as palavras, regra geral, mais salientadas e que mais marca quem prepara e participa em atividades escutistas, sempre com o intuito final de deixar o mundo um pouco melhor”, refere o CNE regional.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress