A pandemia nas paróquias de Leiria e Cruz da Areia: muitos ajustes, mais trabalho, mas sempre com resposta

O caso da paróquia de Leiria, talvez, é o que mais alterações teve de proceder na sua organização. O Centro Social Paulo VI tem diversas valências e serviços em vários pontos da cidade para apoio social.

Os tempos de confinamento em consequência da pandemia de covid-19 obrigaram as comunidades paroquiais a fazerem uma adaptação dos seus serviços e estruturas para dar uma resposta adequada às exigências da segurança sanitária. A cidade de Leiria não foi, naturalmente, excepção e, tanto a paróquia de Leiria como a da Cruz da Areia, que têm à sua frente o padre Gonçalo Diniz, tiveram de ajustar os seus funcionamentos.

O caso da paróquia de Leiria é, talvez, o que mais alterações teve de proceder na sua organização. O Centro Social Paulo VI tem diversas valências e serviços em vários pontos da cidade para apoio social. As normas de segurança obrigaram, por um lado, ao fecho da creche, jardim infantil e atividades de tempos livres, e por outro a dar respostas alternativas a nível pedagógico e lúdico para apoiar os pais. Outra valência desta instituição é o Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social, que, entretanto, viu o seu trabalho aumentar, com as necessárias implicações no seu funcionamento. Outro estabelecimento afectado é o Lar de Santa Isabel que acolhe meninas, que teve de ser adaptado às necessidades de confinamento.

Outro serviço que sofreu alterações foi o Centro de Acolhimento de Leiria que tem vindo a registar uma aumento significativo de novos utentes obrigando a alterações ao nível do seu funcionamento.

Sendo visíveis os ajustes a estruturas já existentes na paróquia de Leiria, é de assinalar a colaboração no projeto de criação da possibilidade de pernoita para quem necessitar, através do envolvimento de uma colaboradora e a cedência do pavilhão da Rua Paulo VI para o efeito.

A paróquia de Leiria e da Cruz da Areia têm também grupos de voluntariado social que, neste período, têm estado mais atentos a quem possa ter necessidades urgentes, quer ao nível material, quer na prestação de serviços, ou simplesmente estabelecendo contactos e marcando presença via telefone. A este respeito, o padre Gonçalo diz que “tentou-se promover que várias pessoas fossem estabelecendo contactos, pensando sobretudo nos que estão mais sós”, sendo que esse trabalho também foi assumido pelos sacerdotes que colaboram nas paróquias. O pároco revela que as pessoas continuam a pedir para conversar e, por isso, têm sido atendidas, com as necessárias medidas de proteção.

Para ajudar nesta missão, os meios digitais foram aproveitados para publicar duas mensagens do pároco em vídeo e áudio. Além disso tem sido disponibilizada informação sobre celebrações, eventos, propostas de oração, entre outros. No que diz respeito às transmissões das celebrações em direto, foi decidido não o fazer, à excepção das celebrações do Tríduo Pascal e da Missa do domingo de Páscoa, transmitida a partir da igreja paroquial da Cruz da Areia. O padre Gonçalo Diniz justifica que já existem várias ofertas, sendo uma delas presidida pelo Bispo diocesano, pelo que “foi-se sempre recomendando a participação da Missa celebrada pelo Bispo diocesano”.

Uma das preocupações das paróquias tem sido o acompanhamento da educação cristã de crianças e jovens. Para além de irem publicando os materiais disponibilizados pelo Serviço Diocesano da Catequese da Diocese, as paróquias pediram que cada catequista e animador fosse acompanhando o seu grupo nos moldes que lhe parecessem mais adequados e que estivessem ao seu alcance. “Tem havido experiências muito variadas e algumas deveras interessantes”, conclui o padre Gonçalo Diniz.

Leia esta e outras notícias na...

Receba os nossos destaques no seu email

Não precisa de vir ao site da Diocese para estar informado das notícias mais importantes. Basta indicar o seu email neste formulário:

Nota: para garantir a segurança e proteção dos seus dados, deve confirmar a sua inscrição. As instruções estão num email que irá receber. Depois de confirmar, começará a receber emails a partir de info@leiria-fatima.pt com média regularidade. A qualquer momento pode cancelar subscrição.

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.