A beleza do amor ou o amor é beleza

Sabemos, aqueles que acreditam em Jesus Cristo, que o Seu amor é o único perfeito, completo, total e eterno.
http://lefa.pt/?p=51799

Habituados a ver a beleza como algo visível aos olhos humanos, quedamo-nos a maior parte das vezes apenas pelo aspecto exterior, não nos preocupando de perceber se a beleza exterior é acompanhada pela beleza interior.

Poderíamos dizer que a beleza interior é o amor.

E, realmente, o amor não é visível, ao olhar humano.

Até muitas vezes os gestos, atitudes e palavras que usamos para expressar o amor, são, infelizmente, frequentemente falsas, mascaradas, apenas para atingir um qualquer fim em vista.

Curiosamente, quando pensamos na beleza humana exterior, (aferida pelos padrões da sociedade), reparamos que essa beleza é muitas vezes acompanhada com tiques de “superioridade”, de arrogância, de superficialidade.

Claro que isto é uma generalização e que, felizmente, também há muitos casos em que a beleza exterior é muito bem acompanhada com a beleza interior.

Então como “aferir” a beleza interior, ou seja, o amor?

Sabemos, aqueles que acreditam em Jesus Cristo, que o Seu amor é o único perfeito, completo, total e eterno.

É, portanto, no amor de Deus que podemos perceber a dimensão do nosso amor.

É sabido que o amor é doação, entrega de si mesmo, é a procura da felicidade do outro, dos outros, pois a felicidade dos outros leva-nos à nossa felicidade, e que só assim o amor se torna verdadeiramente amor.

Não são as “promessas de amor” ou as palavras que são o amor, porque nos lembramos de imediato que promessas e palavras leva-as o vento.

Amar é “respirar” o viver de Deus e em Deus!

Realmente só em Deus encontramos o verdadeiro amor e só deixando-nos tomar por esse amor podemos amar verdadeiramente.

O amor transforma!

Até o nosso fraco amor humano, quando nos toma, nos faz mudar para agradarmos à pessoa amada.

E como é belo e edificante ver duas pessoas que se amam verdadeiramente, procurando fazer-se mutuamente felizes.

Quanto mais, portanto, o amor de Deus em nós nos transforma, nos enche e preenche, e nos faz termos uma pequena parcela do divino, do divino amor que a todos ama sem condições.

É que tomados por esse amor de Deus, vamos procurar amar todos os outros, até mesmo aqueles que não nos amam ou nos querem mal.

Impossível?

Não, porque a Deus nada é impossível e por isso mesmo nada é impossível ao amor de Deus em nós.

E quando assim acontece com alguém que conhecemos, nem sequer reparamos na beleza exterior, se a mesma existe ou não por padrões humanos, porque a beleza do amor nessa pessoa torna o seu interior tão belo, que essa beleza se transmite, se sente, se vê, se vive exteriormente.

Então percebemos que a beleza do amor de Deus em nós também nos torna belos em Deus, porque o nosso todo, exterior e interior, é tocado por Deus e tudo o que Deus toca torna-se belo por amor.

Por isso o amor é belo e por isso a beleza é o amor de Deus!

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email
Captura de ecrã 2024-04-17, às 12.19.04

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress