Notícias

Comunidade Canção Nova

Categoria: Notícias
Criado em 08-10-2014

A Exortação Apostólica “Evangelii Nuntiandi” do Papa Paulo VI, em 1975, levou o Bispo de Lorena, no Brasil, a interpelar o padre Jonas Abib, salesiano, que já promovia encontros para jovens, para que evangelizasse pelos meios de comunicação. Nascia, no ano seguinte, a Canção Nova. A exortação de Nossa Senhora de Fátima no coração do fundador, em 1992, levou-o a desejar trazer até nós a Comunidade. Demorou mais tempo, mas, em 1998, chegavam os primeiros missionários a Portugal.

“Verifica-se que as condições no mundo atual tornam cada vez mais urgente o ensino catequético, sob a forma de um Catecumenato para numerosos jovens e adultos que, tocados pela graça, descobrem pouco a pouco, o rosto de Cristo e experimentam a necessidade de a Ele se entregar”. A partir deste desafio do Papa Paulo VI, na «Evangelii Nuntiandi», onde se sugeria o uso dos meios de comunicação para uma ação de massas, o Bispo de Lorena (São Paulo, Brasil), D. António Miranda, disse ao padre Jonas Abib: “É hora de evangelizar porque os batizados não são evangelizados. Como  trabalha com jovens, comece com eles. Faça alguma coisa!”.

E ele fez. Um ano depois desta conversa, em 1976, surgia a “Comunidade Canção Nova – a Casa de Maria”, apostada em usar todos os meios de comunicação de massas (televisão, rádio, imprensa, internet, grandes eventos...) para oferecer o Evangelho ao maior número de pessoas e levá-las a uma experiência individual com Deus.

O seu lema seria “Formar homens novos para um mundo novo” e o seu carisma assentaria na oração, no convívio fraterno e no trabalho profissional. O seu “público”, o mundo inteiro, sem distinções de ricos e pobres, homens e mulheres, raças, etnias ou géneros. Eles próprios, pelo exemplo de vida comunitária, espiritualidade profunda e santificação pelo trabalho, seriam os primeiros desses “homens novos para um mundo novo”.

Hoje são milhares e chegam a mais de 55 milhões, em todo o mundo, através do seu Sistema Canção Nova de Comunicação.

 

Fátima, Portugal

Após uma peregrinação a Fátima, em 1992, o padre Abib comenta com a Comunidade um desejo que Nossa Senhora colocara no seu coração. Volta cinco anos depois e, com ajuda da irmã Maria Etienne, convence o Bispo D. Serafim a acolher a comunidade na Diocese. Em agosto de 1998, os primeiros missionários da Canção Nova entram numa casa na paróquia da Calvaria, onde ajudam na pastoral, sobretudo, com jovens.

Cerca de dois anos depois, são já cinco os que passam para uma casa junto ao Seminário de Leiria. Dessa base organizam já encontros de oração por todo o País e começam a fazer transmissões televisivas experimentais, sem estúdio e com uma simples câmara, bem como algumas gravações musicais para responder aos muitos pedidos dos fiéis que os seguiam.

Em maio de 2001, transmitiram pela primeira vez uma peregrinação aniversária de Fátima e fizeram o primeiro contrato com a TV Cabo, a “mola” que fez instalar uma equipa mais alargada e a transmissão regular da Televisão Canção Nova em Portugal, já dentro do Seminário Diocesano.

No ano seguinte, adquiriam, em Fátima, a atual Casa de Missão, sede e “coração” da Comunidade, que abriga a administração e a formação geral, o Clube da Evangelização (onde são acolhidos os benfeitores) e o Centro Multimédia, onde são produzidas os diversos media (em 2007 abriu a Rádio Canção Nova). Têm ainda a Casa de Maria, espaço destinado à oração, cursos e aconselhamento, com uma capela, sala de palestras, cozinha e o departamento de eventos, e uma livraria. Fazem transmissões diárias em direto do Santuário e mantêm a atualização diária do sítio cancaonova.pt e das redes sociais.

Além dos media, a Canção Nova promove eventos por todo o País e realiza semanalmente grupos de oração, bem como grandes assembleias em Fátima, onde os cânticos e a Palavra de Deus são as “armas” de uma espiritualidade carismática para levar os fiéis ao encontro com Deus.

 

Entrevista a João Luiz responsável da Comunidade Canção Nova na Diocese

"Procuramos levar a Palavra de Deus a todos os lares, de forma simples, pois o Evangelho é simples"

João Luiz, leigo brasileiro de 54 anos, é responsável da Comunidade Canção Nova em Portugal desde o passado dia 16 de julho. Começou por participar em encontros da Comunidade e foi convidado a estar mais próximo e fazer a experiência de passar uns dias na Casa de Formação em Queluz, interior de São Paulo. “Fui e identifiquei-me com o Carisma Canção Nova, senti-me membro daquela família”, explica. Foi dos primeiros a vir para Portugal e vive feliz com a esposa nesta Comunidade.

A Canção Nova foi fundada em 1976 e chegou a Portugal em 1998. Porquê tanto tempo?

Debaixo do céu há um tempo para cada coisa, portanto acreditamos que a Canção Nova chegou a Portugal no tempo que o próprio Deus assim quis. Nunca foi feito qualquer planeamento para isto, Deus sempre nos impulsionou no tempo d'Ele.

Foi uma boa decisão? Os portugueses têm sido recetivos ao vosso trabalho?

Deus nunca erra em suas decisões. Para o anúncio do Evangelho, existem sempre corações recetivos. De maneira única, os portugueses têm acolhido muito bem o nosso trabalho e o nosso jeito simples de anunciar a Palavra de Deus, pois procuramos transmitir com a nossa vida, com o nosso sorriso e jeito descontraído como viver a Palavra de Deus no quotidiano.

Mas chegam mais longe, sobretudo, pelos media...

Sim, temos um trabalho específico através dos meios de comunicação social. Na rádio, estamos na região em 103.7 FM, mas o sinal da rádio alcança todo o mundo através da internet. Na televisão, em canais por assinatura, o sinal chega a toda a Europa, Norte de África e Médio Oriente, através das antenas parabólicas, e a todo o mundo através do sítio www.cancaonova.pt.

Voltando à Diocese, como tem sido o processo de integração? Quantos são hoje na comunidade?

Atualmente, somos 17 missionários do núcleo e 23 missionários do segundo elo. Através da nossa presença ativa e atuante, creio que já conseguimos dar bons passos no sentido de uma boa integração, mas o nosso desejo é termos outras oportunidades, como esta, de nos darmos mais a conhecer. Claro que a Comunidade Canção Nova deseja estar cada vez mais integrada na Diocese.

E acha que os diocesanos, em geral, conhecem bem e apreciam a vossa missão?

Através das nossas transmissões diárias em direto do Santuário de Fátima, a Missa das 11h00 e o Rosário das 18h00 pela Rádio e TVCN, ou das assembleias que realizamos em Fátima ao longo destes anos, podemos dizer que somos bastante conhecidos, mas claro temos muito por fazer.

Graças a Deus, a Comunidade Canção Nova recebeu o reconhecimento definitivo do Pontifício Conselho para os Leigos, neste ano de 2014. A questão de apreciar a nossa missão, o próprio povo é que pode responder, pois procuramos levar a Palavra de Deus a todos os lares, de forma simples, pois o Evangelho é simples. Todo o homem e mulher de bom coração o acolhe, por isso creio que muitos apreciam.

Para terminar, como deve fazer quem quer ser membro ou amigo da comunidade?

É muito simples ser amigo da Canção Nova. Basta, para começar, ouvir a nossa Rádio, assistir à TVCN, participar nas nossas assembleias. Para ser um membro, é necessário fazer aquilo que nós chamamos de caminho vocacional. Simples, mas que exige um certo empenho por parte do interessado. Afinal, para ser membro é preciso discernir se tenho vocação para a vida comunitária à maneira da Canção Nova.

 

Para mim, ser membro desta comunidade é...

"… estar no centro da Vontade de Deus, corresponder ao chamamento que um dia Ele, o Senhor, me fez. Estar na minha Família. Corresponder à ordem do Senhor: “Ide e anunciai o meu Evangelho”. Como leigo, casado, vivo plenamente a minha vocação como missionário na Canção Nova." - João Luíz

 

Em comunidade ou em casa

A Comunidade de Vida é o núcleo que garante a realização do carisma e da missão Canção Nova e a sua perpetuidade. Os membros da Comunidade de Vida são chamados a viver o carisma e a missão Canção Nova em regime de dedicação integral, colocando em comum tudo o que são e tudo aquilo o que possuem. Vivem na Comunidade e para a Comunidade de forma total. Trabalham nos serviços para os quais a Canção Nova os destina.

A Comunidade de Aliança é uma vocação específica dentro do Carisma Canção Nova daqueles que vivem não no interior da Comunidade de Vida, mas permanecendo nas suas casas e exercendo livremente a sua profissão e as atividades do mundo secular, são chamados a permear sua vida familiar, profissional, social e apostólica com o Carisma e a Missão da Canção Nova.

 

Vocação

Quem se candidata a ingressar na Canção Nova passa por um tempo de experiência e de discernimento, em que conhece a Comunidade e verifica se se sente chamado a esta vocação. No seu ambiente, participa na vida e atividades da Casa de Missão e procura viver a busca de santidade no dia a dia, no desejo de colocar Deus em primeiro lugar e cultivar três virtudes fundamentais: oração, fraternidade e trabalho.

Após acompanhamento de uma equipa de orientação, formula então o seu pedido para iniciar o “caminho vocacional”, já em comunidade, durante dois anos. Caso esteja preparado, vive um ano de pré-discipulado na casa-mãe da comunidade e, por fim, é aceite como “discípulo” missionário, podendo ser enviado para qualquer das suas casas pelo mundo.

 

7 Pilares da Comunidade

Pobreza: viver totalmente para Deus e não mais para si.

Autoridade e Submissão: ser submisso à vontade de Deus e à sua autoridade, independentemente da sua vontade própria.

Viver reconciliado: dever de dar o primeiro passo para perdoar ao irmão.

Amor e Adoração: a vontade de Deus só é verdadeiramente entendida quando cada um se prostra diante do Sacrário.

Sadia Convivência: provar que os valores do Evangelho podem ser vividos na prática atual, incluindo a castidade, num grupo de homens e mulheres casados, solteiros, sacerdotes e celibatários.

Vida Fraterna: os laços espirituais são fortalecidos pela amizade e fraternidade ainda mais do que os de sangue.

Partilha e Transparência: partilhar os medos, tristezas, angústias e alegrias com o intuito de cada um se conhecer a si e aos outros cada vez melhor.

Providência Divina: Deus conduz tudo e é na total entrega a Ele que o homem encontra a felicidade.

 

Luís Miguel Ferraz | Presente Leiria-Fátima

Partilhar:



Video

Entrevista de D. António Marto à Agência Ecclesia

Prestes a receber o Papa Francisco em Fátima, D. António Marto fala da visita, do Centenário das Aparições e da Mensagem de Fátima.



Contactos

 

Serviços Gerais da Diocese


R. Joaquim Ribeiro Carvalho, 2 
2410–116 Leiria

Tel.: 244 845 030
Fax: 300 013 266

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Siga-nos

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Liturgia Diária



© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados

© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados