Notícias

Movimento da Mensagem de Fátima

Categoria: Notícias
Criado em 19-08-2014

O Movimento da Mensagem de Fátima (MMF) é uma associação de fiéis de formação e apostolado, aprovada pela Conferência Episcopal Portuguesa. Tem a sua sede nacional no Santuário de Nossa Senhora de Fátima. Sucedeu ao Movimento dos Cruzados de Fátima, que substituiu a Pia União dos Cruzados de Nossa Senhora de Fátima.

O seu primeiro objetivo é o de difundir e ajudar a praticar a Mensagem de Fátima. Na prossecução dos seus fins, o MMF dá especial atenção aos seguintes campos de pastoral: da oração, das peregrinações, dos doentes e deficientes físicos. A promoção da adoração eucarística por crianças é outra atividade que se vai desenvolvendo com a colaboração de sacerdotes e catequistas.

 

Nota histórica

O Movimento da Mensagem de Fátima tira o seu impulso, inspiração e espiritualidade nas aparições do Anjo e de Nossa Senhora, em Fátima, em 1916 e 1917. O seu início deve-se ao Cónego Manuel Formigão, sacerdote da diocese de Lisboa, que se dedicou desde o princípio ao conhecimento e difusão da mensagem de Nossa Senhora. Em 1926, criou a “Associação de Nossa Senhora do Rosário”, cuja finalidade era ajudar os seus membros a “conhecer, viver e difundir a Mensagem de Fátima”.

Passados dois anos, o Senhor Bispo de Leiria transformou-a na Confraria de Nossa Senhora do Rosário de Fátima”, aprovando os seus Estatutos.

A 20 de abril de 1934, o Episcopado português reunido em Assembleia Geral no Santuário de Fátima, aprova os Estatutos que transformam esta Confraria na “Pia União dos Cruzados de Fátima” como obra auxiliar da Ação Católica Portuguesa. O jornal “Voz da Fátima” era o seu órgão oficial.

Alguns anos depois do Concilio Vaticano II, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) pediu ao Bispo de Leiria que promovesse a renovação dos Estatutos do Pia União «Cruzados de Fátima». Após um longo trabalho, reflexão e diálogo, o projeto de novos Estatutos foi apresentado à CEP, que os aprovou na sua Assembleia Plenária de 5 de julho de 1984, alterando a sua denominação para “Movimento dos Cruzados de Fátima”.

Em 23 de setembro de 1997, por delegação da Assembleia Plenária da CEP, o Conselho Permanente aprovou a nova redação dos Estatutos, alterando a denominação que passou a ser “Movimento da Mensagem de Fátima”.

 

À conversa com o padre Manuel Antunes

Para conhecer melhor a ação deste movimento, que conta cerca de 120 mil associados inscritos no nosso país, conversámos com o padre Manuel Antunes, assistente nacional do MMF.

Qual o objetivo central do MMF?

A preocupação principal deste movimento é levar a Mensagem de Fátima às paróquias como ela é. Muitas vezes confundem a mensagem de Fátima com promessas, oferta de velas e outras coisas exteriores que as pessoas fazem (com toda a sua devoção, e não podemos contestar isso). No entanto, deverá servir de fundamento essencial o que o Papa João Paulo II chamou de “núcleo central da Mensagem de Fátima”, que é o pedido que Nossa Senhora fez: “É preciso que se emendem; que peçam perdão dos seus pecados e não ofendam mais a Deus que já está muito ofendido.” No fundo, consiste numa conversão de vida para Deus. O MMF procura ir ao encontro das pessoas e dizer-lhes que é preciso o encontro com Deus e uma confiança com Ele através de Nossa Senhora.

Como funciona a sua estrutura?

Trabalhamos através de uma hierarquia. Existe um secretariado nacional, com sede no santuário de Fátima. Há também um secretariado diocesano, confirmado pelo bispo correspondente, e um secretariado paroquial, confirmado pelo pároco. Depois, existem os chamados grupos, com seis a dez elementos cada, de ação paroquial, que se reúnem, mais ou menos, uma vez por mês e que procuram realizar objetivos do movimento nos campos da oração, doentes e peregrinos.

São esses os três campos de ação?

Sim, estão definidos nos estatutos. Levamos a Mensagem de Fátima através destes três campos de pastoral: Oração, peregrinação e doentes.

Quantos associados tem?

O movimento está em 20 dioceses do nosso país, incluindo Açores e Madeira e tem aproximadamente 120 mil associados inscritos. No entanto, uma coisa é serem inscritos, outra é a expressão de vida apostólica. Tentamos levar essa expressão a todos os associados, para que também eles ajudem os outros a compreender. Todos os anos, os associados do MMF têm encontros de formação a nível nacional e diocesano. Todos os encontros de formação visam formar as pessoas no espírito da Mensagem de Fátima, mas tendo sempre como ponto central, que é bíblico, a conversão da pessoa.

O que é necessário para pertencer ao movimento?

Em primeiro lugar ter um espírito cristão e apostólico e também um pouco de abertura à Mensagem de Fátima. Não quer dizer que a Mensagem de Fátima seja uma coisa fora da Bíblia, mas entretanto tem de procurar conhecer a mensagem, tem de procurar expressá-la um pouco na sua vida, para que depois a dê a conhecer a todos.

 

Ação na Diocese

Na diocese de Leiria-Fátima, tendo o padre Abel Santos como assistente, a ação do Movimento concretiza-se sobretudo no apoio aos doentes e aos peregrinos a pé. Convida doentes nas paróquias e leva-os a participar no retiro anual a eles destinado, no Santuário de Fátima. Em maio passado, o MMF da Diocese assistiu os peregrinos em dois postos: um na zona de Pombal e outro nas Colmeias. Durante o mês de agosto, o grupo prestou novamente apoio nos mesmos locais.

Diogo Carvalho Alves | Presente Leiria-Fátima

Partilhar:





Contactos

 

Serviços Gerais da Diocese


R. Joaquim Ribeiro Carvalho, 2 
2410–116 Leiria

Tel.: 244 845 030
Fax: 300 013 266

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Siga-nos

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Liturgia Diária



© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados

© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados