Notícias

Festa de Nossa Senhora da Encarnação, Padroeira de Leiria

Categoria: Notícias
Criado em 08-08-2013

A Confraria de Nossa Senhora da Encarnação começou já a preparar a festa em honra da Padroeira da cidade de Leiria, que terá lugar no dia 15 de agosto.

O tríduo preparatório decorrerá nos dias 12, 13 e 14, com celebração de Missa, todos os dias, às 21h30, naquele santuário leiriense, estando previsto no último dia, após a Missa, um momento cultural com Frei Vicente.

No dia 15, feriado da Assunção de Nossa Senhora, as ruas da cidade vão encher-se de pessoas, de cor e de música, para saudarem a Padroeira, a partir das 10h00, com os Gaiteiros do Vidigal e a Filarmónica dos Pousos. O programa comemorativo prosseguirá já no Santuário de Nossa Senhora da Encarnação com Missa pelas 15h00. Haverá bar, quermesse e petiscos durante todo o dia, com vista a angariar fundos para a Confraria, nomeadamente, para a conservação e preservação do Santuário e zona envolvente, função que cumpre há mais de quatrocentos anos.

A festa da Assunção de Nossa Senhora é uma das iniciativas que estatutariamente cabe à Confraria de Nossa Senhora da Encarnação, a par de outras, como a Encarnação do Verbo, a 25 de março, a memória do primeiro milagre, a 11 de julho, ou os sufrágios pelos irmãos, benfeitores e demais devotos falecidos, no mês de novembro.

 

A Confraria

A Confraria de Nossa Senhora da Encarnação é uma associação pública de fiéis, criada em 1588 no santuário com o mesmo nome, na cidade de Leiria, e restaurada por D. José Alves Correia da Silva, em 1945. Os atuais estatutos datam de 2012 e foram confirmados por D. António Marto. Segundo as suas regras, podem ser admitidos como irmãos sacerdotes, leigos e religiosos. A confraria tem uma estrutura igual à de qualquer associação: possui uma assembleia geral, uma direção e um conselho fiscal. Desde as suas origens, o Bispo diocesano é o presidente da Confraria, sendo representado por um provedor por si nomeado, que é também o presidente da direção. Atualmente, desempenha este cargo o padre Augusto Gonçalves.

 

Nota histórica

(por Saul Gomes)

O santuário de Nossa Senhora da Encarnação, Padroeira de Leiria, ergue-se sobre o monte, a sudoeste da Cidade, de onde se disfruta uma bela panorâmica sobre a urbe e o seu castelo medieval.

Existiu no local uma primitiva ermida dedicada ao orago de S. Gabriel, erguida na primeira metade do século XV. Em 1554, concluiu-se do templo, patrocinada pelo Bispo D. Fr. Brás de Barros. Em 24 de Setembro de 1588, na sequência de intervenções miraculosas atribuídas a Nossa Senhora da Encarnação – de que a mais conhecida miraculada foi Susana Dias, mulher aleijada das pernas havia 28 anos e natural da aldeia das Cortes, curada a 11 de Julho desse mesmo ano – deu-se início à construção de novo e mais amplo templo, desde então dedicado ao orago que presentemente conserva,

No topo, depara-se a frontaria da igreja marcada por dois frontões. O primeiro, no corpo do galilé, de aletas interrompidas, apresenta a imagem quinhentista do Arcanjo Gabriel. O segundo, sobre a parede da igreja, mais tardio e sóbrio, afirma-se como campanário onde estão três sinos, dois construídos em 1822, e outro em 2002. A entrada no templo faz-se por pórtico sobre o qual se lê a legenda: “NESTA PORTA NA ERA DE 606 DEU HUM RAYO”.

Algumas inscrições nas paredes exteriores da igreja aludem ao início das obras quinhentistas e a alguns outros milagres.

Quando se entra, é-se marcado pela profusão de luz que aí se testemunha, filtrada por generosos janelões e pelo lanternim da abóbada da capela-mor.

As paredes, estão revestidas de azulejos seiscentistas, pintados de ouro e azul, dirigindo o olhar para o friso superior onde se expõem várias telas seiscentistas, de notável qualidade, iluminando os Mistérios Gozosos. O retábulo e trono do altar-mor foram dourados em 1382, por Mestre Martinho A. da Fonseca. Tem dois altares laterais, de Oitocentos, dedicados a São Jerónimo e ao Sagrado Coração de Jesus. O teto da igreja, de madeira e em forma de meio canhão, bem como a ousia foram pintados em 1863. Na abóbada vêem-se pinturas próprias da ladainha mariana. Na parede da ousia, representa-se o Triunfo de N. Senhora da Conceição estante sobre o Mundo, rodeada por Anjos e pelos profetas Isaías e Jeremias e pelos reis David e Salomão. O coro-alto data de 1865. Mostra três pinturas de ex-votos, em que se apresentam os milagres de N. Senhora a Susana Dias, a um moço de Dornes e a outro da Pedreira.

Partilhar:



Video

“A família num mundo diferente”

Conferência pelo padre José Ramon Flecha, especialista em Teologia Moral, no Seminário de Leiria, no dia 23 de janeiro de 2015.



Contactos

 

Casa Episcopal

R. Joaquim Ribeiro Carvalho, 2 
2410–116 Leiria

Tel.: 244 845 030
Fax: 244 845 039

 

Gabinete de 
Informação e Comunicação

Telf.: 244 845 034
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Siga-nos

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Liturgia Diária



© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados

© Diocese Leiria-Fátima, Todos os direitos reservados